Como Fazer Feijão – Receita Fácil, Rápida e Caseira

Esta é uma receita para iniciantes na cozinha. Aprenda como fazer feijão.

Não é uma tarefa fácil ensinar uma receita de como fazer feijão. Uma das “preferências nacionais”, a leguminosa é preparada de formas diferentes em cada canto do Brasil. Apenas para fazer uma ideia, o feijão carioquinha (ou mulatinho), o mais vendido em São Paulo, é quase desconhecido pelos cariocas, que preferem “o preto que satisfaz”, muito comum nas feijoadas.

Além disto, os grãos são vendidos em tamanhos diferentes, fato que altera o tempo de cozimento, o que também ocorre com o tempo de permanência nos armazéns e supermercados. O feijão jalo, por exemplo, tem o dobro do tamanho de um grão roxo.

tipos de feijão

Quais os Tipos de Feijão

Ao todo, os terráqueos consomem 14 espécies de feijão, além dos subtipos. Existem relatos sobre o uso dos grãos pelo menos desde 1.000 anos antes de Cristo. Originário do Oriente Médio, ele já era frequente na mesa dos egípcios antigos e dos babilônios.

Os tipos são os seguintes: azuki (muito usado na gastronomia oriental, inclusive para doces), branco (que retarda a absorção dos açúcares e ajuda a emagrecer), bolinha (arredondado, muito usado em sopas), carioca (ou chili, que rende bom caldo), fradinho (comum na cozinha baiana, por influência das tradições africanas), jalo (especial para tutus, virados, saladas e sopas), jalo roxo (maior que o jalo comum, mais usado em Minas Gerais e no Centro-Oeste) e preto (além da popular feijoada, ele está presente na gastronomia mexicana).

Além destes, há o feijão rajado (grãos graúdos de cor rosada, que também rende bons caldos), rosinha (de grãos pequenos), verde (mais consumido no Nordeste), roxinho (famoso entre São Paulo e Minas Gerais) e vermelho (bastante encorpado apesar dos grãos miúdos, ótimo para ensopados com carne).

fazer feijão com essa receita simples

Como fazer um feijão delicioso

Não existe segredo para fazer feijão. Basta mergulhar os grãos em água fervente (para um quilo de feijão, é necessário 1,5 litro de água), sem necessidade de nenhum tempero, a não ser, talvez, uma folha de louro. Os feijões mais duros demandam mais tempo para cozinhar e, em algumas situações, precisam passar pela panela de pressão por mais de 40 minutos depois da fervura (quando a panela começa a “apitar”).

Algumas dicas importantes: o fato de não incluir temperos reduz o tempo de cozimento. Muitas pessoas, no entanto, gostam de sentir “gosto de carne” no feijão. Neste caso, a linguiça, o paio ou o bacon devem ir para a panela logo no início do preparo. Os embutidos podem ser frito anteriormente, para reduzir a quantidade de gordura na refeição.

Depois de cozido (basta firmar um garfo sobre os grãos para verificar a consistência), é importante espremer o feijão por alguns instantes (algumas garfadas) e manter o alimento sobre o fogo por mais alguns momentos, para garantir um caldo engrossado. Feito isto, chega a hora de temperar: o alho frito prolonga o tempo de validade, mas a cebola tem preferência entre os brasileiros.

Como temperar o feijão (alho e cebola)

como temperar feijão passo a passo

A regra do sal é a seguinte: para 500 gramas de feijão, é necessário adicionar uma colher rasa (chá) de sal. Quem gosta de especiarias pode incluir cebolinha, sálvia, orégano ou manjericão micropicados. Isto permite a redução da adição de sal, que pode até ser eliminada.

Não se esqueça: as melhores marcas disponíveis no mercado já vêm selecionadas, mas nunca é demais espalhar o feijão em uma superfície lisa, para eliminar cascas e insujidades. Esta providência é ainda mais importante para quem compra os grãos a granel.

2 Receitas de Feijão super simples

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *