Como Tirar a 2ª via da COELBA

A COELBA distribui energia para 415 municípios brasileiros. Veja como tirar a 2ª via da conta.

A Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (COELBA), indústria de energia elétrica que gera, distribui, comercializa e desenvolve projetos de eletricidade, atende 415 dos 417 municípios baianos. Inicialmente uma empresa estatal, tornou-se privada (de capital interno e externo) em 1997. Confira o passo a passo para tirar a 2ª via da conta.

como tirar a segunda via da coelba

Tirando a 2ª via da COELBA

Em primeiro lugar, é necessário identificar o número da conta contrato com a COELBA. Ele está presente em todas as contas anteriores, no canto superior direito, logo abaixo da data de vencimento e do valor da fatura.

Caso não tenha nenhuma conta da COELBA em papel (impressa), acesse o site www.coelba.com.br e identifique o número da conta contrato. Na aba “Esqueceu seu contrato?”, os clientes informam um número de documento (preferencialmente o CPF), digitam um código de confirmação e dão início à pesquisa.

Em seguida, clique na aba “Serviço ao Cliente” e, em seguida, “Como solicitar nossos serviços”. Com o número da conta contrato da unidade consumidora e o mês de referência, é possível tirar a 2ª via da conta da COELBA.

No mesmo site, é possível solicitar outros serviços, tais como:

  • segunda via da declaração de quitação anual de débitos;
  • troca de titularidade (no caso de compra ou nova locação do imóvel);
  • desligamento de unidade consumidora;
  • verificação do nível de tensão;
  • alteração de carga;
  • alteração da data de vencimento da conta;
  • entrega da conta em outro endereço;
  • vistoria da unidade consumidora (caso o proprietário do imóvel suspeite de que está havendo consumo excessivo);
  • informação de débitos;
  • religação (normal e de urgência);
  • reclamações.

Sem conexão

Quem não tem acesso à internet pode requerer a 2ª via da conta da COELBA em qualquer ponto de atendimento da distribuidora de energia. Além das agências e postos de serviços, a empresa dispõe de oito unidades móveis, que se deslocam pelas cidades do interior do Estado. É preciso levar uma conta antiga para ter acesso aos serviços prestados.

Segunda via coelba

Como Fazer para Tirar Segunda Via Coelba

Para tirar a 2ª via da conta da COELBA pela internet ou nos postos de serviços, o interessado precisa pagar uma taxa de R$ 5,33 para o grupo A – alta tensão – e R$ 2,65 para o grupo B – baixa tensão. O serviço é cobrado na fatura seguinte.

Quem tem acesso ao net banking ou a operações bancárias em terminais eletrônicos não precisa imprimir a 2ª via da conta da COELBA. Basta anotar o código de barras e digitar estes números na opção de pagamentos. A instituição bancária fornece os dados da fatura a ser paga: é só conferir a exatidão e proceder ao pagamento.

Lembre-se: não existe um número definido de contas de energia em atraso para o corte de luz, mas as empresas distribuidoras, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, devem encaminhar um “aviso de corte” com 15 dias de antecedência. Não fique sem energia.

Como Comprar Dólares para Investir e Viajar

Especialistas são unânimes em afirmar que dólar não é investimento. Confira como comprar dólares.

Com a moeda americana em disparada, muitas pessoas pensam em comprar dólares para investir e salvaguardar seu patrimônio.

No entanto, mesmo com a tendência de alta no médio prazo, já que a economia dos EUA dá fortes sinais de recuperação (os primeiros sinais foram as notícias de redução dos estímulos econômicos por parte do Federal Reserve, o Banco Central americano), a moeda estrangeira só deve ser adquirida para quem precisa dela para viajar (a negócios, lazer ou estudos) ou para cumprir compromissos ligados à importação e exportação. Isto ajuda o comprador a se proteger das oscilações da moeda.

comprar dólares

Nos casos em que a viagem não vá ocorrer imediatamente, não é necessário comprar todos os dólares que serão gastos no exterior: é possível fazer um plano mensal de aquisição (é melhor adquirir a moeda pelo preço médio da cotação do que tentar imaginar o que vai acontecer com a economia mundial nos próximos meses).

Seja como for, é preciso fazer um grande esforço para não realizar compras com cartões de crédito internacionais: a fatura, depois da “wonderful trip”, certamente chegará bem salgada, bem acima do valor estimado no momento da tomada da despesa.

comprar dólar

Como Comprar Dólares para Investir e Viajar?

Só devem comprar dólares as pessoas que têm despesas (como viagens) ou dívidas na moeda. Deve-se abandonar a ideia de comprar dólares diretamente como forma de aplicação financeira.

Quem, por qualquer motivo, precisa se proteger da alta do dólar pode investir em fundos cambiais, (investimentos em títulos relacionados à variação de preços em determinada moeda estrangeira). O investimento mínimo é de R$ 1 mil, mas corretoras podem exigir depósitos mais elevados.

É preciso tomar cuidado, já que muitos fundos cambiais se baseiam em um mix de moedas, e não apenas no dólar. Os cálculos vão além: o imposto de renda incidente sobre esta modalidade varia entre 15% e 22,5% do valor aplicado.

Outra possibilidade indireta de investir em dólares é a compra de minicontratos cambiais (ou minidólares). O investimento consiste em acordos entre a corretora e o investidor para compra e venda em prazos e preços prefixados, que podem ser negociados entre as partes.

Antes da aquisição, porém, é necessário verificar os custos de corretagem e de custódia e também os emolumentos.

Como já foi dito, dólar não é investimento. Ele oscila de acordo com o humor financeiro internacional e com as avaliações de economistas e empresas de consultoria.

A moeda americana não rende juros, nem dividendos. Em outras palavras, o dólar não é uma mercadoria – portanto, é incapaz de gerar riquezas por si só.

A tendência da economia brasileira é de aumento da inflação nos primeiros meses de 2015, o que indica desvalorização do real frente ao dólar. Vale lembrar que isto é apenas uma perspectiva, já que não há clarividentes no mercado financeiro.

Quem tem dólares guardados só deve pensar em vendê-los para obter lucro se não tiver planos de utilizá-los no curto prazo, em viagens ou compras em sites internacionais. Casas de câmbio compram moedas estrangeiras por um preço menor do que as vendem. Assim, o pretenso lucro pode ir pelo ralo.

Como Tirar 2ª Via do CPF – Passo a Passo

Quem perdeu o CPF ou teve o documento furtado pode tirar a segunda via de uma forma rápida: confira.

O CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) é um banco de dados gerenciado pela Secretaria da Receita Federal do Brasil, órgão subordinado ao Ministério da Fazenda, que armazena informações dos contribuintes. Não se trata se um documento obrigatório; devem fazer a inscrição:

  • pessoas que participem da relação tributária principal ou acessória (tenham IR retido na fonte, por exemplo);
  • praticantes de operações imobiliárias;
  • titulares de contas correntes, de poupança ou de investimentos;
  • operadores do mercado financeiro ou de capitais;
  • proprietários de bens e direitos sujeitos a registro público (imóveis, veículos de qualquer espécie, instrumentos financeiros ou participações societárias).

A emissão da 1ª via do CPF é feita em entidades conveniadas. Nas agências dos Correios, Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal, os interessados precisam pagar uma taxa de R$ 7.

O serviço é gratuito nas representações diplomáticas brasileiras no exterior, no Ministério das Relações Exteriores, diretamente na Receita Federal e através da internet (apenas para os portadores do título de eleitor).

Como tirar segunda via do cpf

Segunda Via do CPF, como tira?

A 2ª via do CPF foi simplificada. Pessoas que tenham tido os documentos roubados têm uma dor de cabeça a menos na hora de solicitar novas identificações. A única exigência é a informação do nº do CPF, que continua idêntico, mesmo em casa de perda ou roubo.

O cartão do CPF não tem fé pública; portanto, o eventual ladrão não pode fazer qualquer uso dele, que só é válido quando apresentado concomitantemente com outro documento com foto e assinatura (como a identidade ou a CNH, a carta de motorista).

documentos necessários para tirar cpf

Os interessados em tirar a 2ª via do CPF precisam acessar o site da Receita Federal ou qualquer dos postos relacionados para a emissão da 1ª via.

Passo a Passo

O endereço eletrônico é www.receita.fazenda.gov.br e clicar na aba “Serviços para o cidadão”. Este é um site seguro: o internauta deve conferir se o endereço é antecedido pela sigla “https”.

A aba “CPF” fica no centro da página, ao lado das informações sobre CNPJ, orientações sobre o Rio 2016 e IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte). Ao clicar na aba, são apresentados diversos serviços, como inscrição na Receita Federal, regularização do CPF, comprovante da situação cadastral e, encimando a tela, “2ª Via CPF”.

Ao acessar este serviço, o interessado deve indicar se apresentou declaração de Renda nos últimos dois exercícios. Até o início de 2016, apenas os declarantes podiam solicitar a 2ª via do CPF via internet, serviço ampliado para todos os cadastrados.

Em seguida, é preciso preencher um formulário eletrônico com o nome completo, nº do CPF, nº do título do eleitor, data de nascimento e nome da mãe.

O sistema pede a digitação de um código de verificação e, logo depois, abre-se uma tela com o comprovante de solicitação da 2ª via do CPF, que pode ser impresso e utilizado em transações financeiras e fiscais. A Receita Federal emite o cartão azul apenas na primeira solicitação do documento.

Como Fazer para Tirar Passaporte – Passo a Passo, Taxas

O requerimento para tirar passaporte deve ser encaminhado à Polícia Federal. Confira os documentos necessários.

Qualquer brasileiro que pretenda viajar para qualquer país fora do MERCOSUL, onde é possível entrar apenas com um documento de identificação (identidade ou carteira de habilitação) com foto recente, precisa tirar passaporte. O processo é burocrático e bastante.

O primeiro passo para tirar passaporte é preencher o formulário eletrônico disponível no site da Polícia Federal (www.pf.gov.br) e, posteriormente, comparecer ao posto de atendimento escolhido, na data e horário marcados pela PF.

como tirar passaporte

No artigo quanto custa para tirar o passaporte, destrinchamos todas as taxas e tarifas que a Polícia Federal cobra para emitir o passaporte.

Documentação para Tirar Passaporte

Os documentos necessários para tirar passaporte, que devem ser apresentados nas vias originais, são os seguintes:

1- Documento de identidade, para os maiores de 12 anos (para as crianças, é necessário apresentar a certidão de nascimento).

Podem ser apresentados: cédulas de identidade emitidas pelas secretarias estaduais de segurança pública, carteiras de trabalho e previdência social, carteiras de identidade funcional emitidas por órgãos públicos, entidades profissionais (como os conselhos regionais), comandos militares, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, cartas de motorista e passaportes anteriores já vencidos;

2- Documentos de identidade poderão ser recusados pela PF, se não estiverem atualizados (o prazo máximo é de dez anos da expedição) ou se o estado de conservação não permitir a identificação dos portadores;

3- Cartão do CPF ou inscrição de contribuinte, expedido pela Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br) ou por entidades conveniadas (Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Correios);

4- Para conferir a identificação, a PF pode exigir mais de um documento que comprove o nome, filiação, data e local de nascimento e assinatura. A exceção fica por conta dos menores de 12 anos, cuja certidão de nascimento e declaração dos pais é suficiente para tirar o passaporte;

5- Os requerentes do sexo masculino precisam apresentar documento de quitação do serviço militar obrigatório no período entre o primeiro dia do ano em que completarem 19 anos e o último dia em que completarem 45 anos;

6- Todos os requerentes maiores de 18 anos e menores de 70 anos precisam apresentar o título de eleitor, além de tíquetes comprobatórios da votação nas últimas eleições, justificativa de ausência na seção eleitoral ou boleto que comprove o pagamento da multa imposta pelos TREs;

7- No caso de crianças menores de três anos, é preciso entregar uma foto 5×7 recente, colorida, sem data e com fundo branco;

8- Pessoas que tenham tido o nome alterado (por casamento ou divórcio) precisam apresentar as certidões atualizadas, com as devidas averbações e anotações, para confirmação do nome alterado;

9- em caso de extravio ou furto de qualquer documento, o viajante precisa apresentar o boletim de ocorrência registrado em um distrito policial.

tirar passaporte

+ Confira: Como Tirar Visto Americano Rápido e Fácil – Quais as taxas?

Outras providências para tirar passaporte rapidamente

A igualdade de direitos considerada a portugueses residentes no país não é suficiente para tirar passaporte brasileiro, que só é concedido aos cidadãos nascidos no Brasil ou naturalizados.

Os passaportes requeridos e não retirados no prazo de 90 dias no posto da PF são automaticamente cancelados. A retirada do passaporte de um menor de 12 anos, filho de pais estrangeiros não residentes no país é sempre precedida por uma investigação formal, para comprovar o nascimento em território nacional.

Por força de lei, têm prioridade no atendimento: pessoas portadoras de deficiência, gestantes, lactantes, pessoas acompanhadas por crianças de colo e idosos com 60 anos ou mais, além de outras situações consideradas emergenciais.

No momento do preenchimento do formulário eletrônico, é gerado automaticamente o boleto para pagamento necessário para tirar passaporte. O original do comprovante também precisa ser apresentado (agendamentos bancários não são considerados válidos).

Brasileiros que tenham tido o passaporte invalidado por representações consulares ou repartições alfandegárias não estão necessariamente impedidos de viajar novamente. Basta apresentar o documento (válido ou não), para cancelamento e emissão do novo passaporte. Isto evita o pagamento em dobro da taxa de expedição.

Como Fazer para Reduzir a Conta de Luz

Pequenas atitudes cotidianas fazem bem para o bolso e para o planeta. É preciso reduzir o consumo de energia elétrica.

Apesar de ser uma invenção relativamente recente – o uso doméstico e comercial da energia elétrica tem pouco mais de 150 anos –, é impossível pensar a vida moderna sem eletricidade. Basta imaginar por um momento a indisponibilidade total de eletrodomésticos, eletrônicos, lâmpadas, etc. Seria um caos absoluto.

No entanto, é fundamental reduzir o consumo, não apenas para baixar o valor da conta de luz no mês, mas também para garantir a sustentabilidade. O Brasil está passando por uma séria crise energética, especialmente na região Sudeste e este é um motivo a mais para poupar eletricidade.

conta de luz diminuir

Como Reduzir o Consumo de Energia Elétrica

Alguns eletrodomésticos e eletrônicos são os “vilões” do consumo de energia elétrica doméstica. Uma única televisão pode comprometer 10% da eletricidade gasta a cada mês. Com algumas atitudes simples, porém, é possível reduzir este percentual. O aparelho deve ficar desligado sempre que o ambiente estiver vazio e o acionamento automático por controle remoto deve ser evitado, especialmente à noite.

Os modelos mais modernos são mais econômicos. No momento de escolher uma nova TV, é necessário dar preferência aos aparelhos equipados com timer. Vale lembrar que o sinal analógico deixará de ser transmitido no país em junho de 2016.

O consumo de energia elétrica dos refrigeradores é ainda maior: 30% da conta de luz. Para reduzir, instale o eletrônico em local ventilado, longe do fogão, não forre as prateleiras (para facilitar a circulação do ar frio) e coloque ou retire os alimentos de uma única vez, para evitar que a porta fique aberta sem necessidade.

o que gasta mais energia

Não guarde alimentos ainda quentes no refrigerador, nem embalagens de papel ou papelão. Verifique regularmente a borracha de vedação (basta fechar a porta com uma folha de papel, que não pode escorregar). Não desligue a geladeira à noite: ela precisará de mais energia elétrica para recuperar a temperatura fria.

Aparelhos de ar-condicionado e ventiladores devem ser dimensionados de acordo com o tamanho dos ambientes. Evite ligá-los sem necessidade, em dias frios ou de temperatura amena. Limpe regularmente o filtro do ar-condicionado e, caso ele seja instalado em local com exposição ao Sol, providencie uma proteção.

Apesar de representar apenas 6% da conta de luz, o ferro elétrico também pode ajudar na redução na conta de luz. Junte o máximo de roupas que puder antes de ligar o eletrodoméstico, na graduação indicada para o tecido. Deixe as peças mais leves para o final, que podem ser passadas com o aparelho desligado.

Nas lavadoras e secadoras de roupas, vale o mesmo princípio: acumule peças no peso equivalente à capacidade das máquinas. Use a quantidade de sabão e amaciante indicada pelo fabricante, para não provocar sobrecarga e limpe sempre o filtro.

Com relação à iluminação dos ambientes (20% do consumo de energia elétrica), escolha a potência de acordo com a utilização. Dê preferência às lâmpadas fluorescentes ou de LED: são mais caras, mas apresentam maior vida útil do que as incandescentes, que estão gradualmente sendo retiradas do mercado.

O chuveiro consome muita eletricidade: 25% do total, em uma casa com quatro pessoas. O tempo do banho deve ser reduzido para cinco minutos diários e, se possível, o intervalo entre 17h e 22h deve ser evitado: é o pico do consumo de energia elétrica. Deixe o chuveiro desligado quando for se ensaboar ou fazer a barba e deixe o equipamento na posição “verão” pelo máximo de tempo possível: a posição “inverno” consome 30% a mais.

economizar na conta de luz

Mais cuidados para economizar na conta de luz

Evite sempre que possível o uso dos benjamins, para que não ocorram sobrecargas. Nunca deixe fios desencapados ou mal emendados nas instalações elétricas da residência: além de aumentarem o consumo de energia elétrica, eles são um grande risco, especialmente para as crianças.

Ao comprar um novo aparelho elétrico, verifique a potência e dê preferência aos produtos identificados com o selo da PROCEL de Economia de Energia. É possível comparar a eficiência energética de diversos modelos.

Ao sair para viagens longas, esvazie o refrigerador e o freezer, retire todos os aparelhos elétricos da tomada e desligue a chave geral de eletricidade.

Como Tirar Visto Americano Rápido e Fácil – Quais as taxas?

O número de turistas brasileiros tem aumentado bastante. Veja o passo a passo para tirar o visto americano.

Os brasileiros têm viajado cada vez mais para o exterior: já são mais de 800 mil turistas por ano que foram aos consulados para tirar o visto americano. O Brasil é o responsável pelo maior número de viajantes que visita os EUA, seja por lazer, seja a negócios.

Uma vez que o valor desembolsado pelos turistas é relativamente alto: US$ 5.000 a cada viagem (terceira nacionalidade em despesas no país). Isto fez com que as autoridades americanas reforçassem os quadros nos consulados, mas tirar o visto americano ainda leva bastante tempo e é um processo bastante burocrático.

documentos para visto americano

Como Tirar Visto Americano Rápido e Fácil

Durante a recessão nos países desenvolvidos, os EUA decidiram facilitar a entrada de brasileiros, chineses e de outros países emergentes, como forma de injetar dinheiro na economia, bastante combalida nos últimos anos (atualmente, EUA e Europa vêm apresentando bons sinais de recuperação).

O visto americano ficou mais fácil. Dos 820 mil turistas que pediram permissão para entrar nos EUA entre outubro de 2010 e setembro de 2011, 791 mil foram bem-sucedidos – o que representa um aumento de 40% em relação ao ano anterior.

Em janeiro de 2012, o Departamento de Estado americano flexibilizou as regras para conceder o visto americano. Já no mês seguinte (fevereiro), quem pediu a permissão nos consulados de Brasília e do Rio de Janeiro teve a entrevista agendada em apenas de duas semanas. Em São Paulo, o prazo caiu para menos de 30 dias.

Mesmo assim, quem pretende viajar para os EUA deve iniciar o processo com ao menos três meses de antecedência.

tirar visto americano

Condições e taxas para tirar visto americano

Para tirar o visto americano, é preciso pagar uma taxa de US$ 160 (se você for um turista normal que deseja ir a lazer).

Trainees, executivos de multinacionais dos EUA que sejam transferidos para a sede das empresas, atletas, artistas, pessoas de notável saber científico e tecnológico e estudantes de programas de intercâmbio cultural pagam um pouco mais: US$ 190.

Para noivos e noivas de cidadãos americanos, o desembolso pesa ainda mais no bolso: US$ 240.

O primeiro passo para tirar o visto americano é acessar o site www.ceac.state.gov/genniv (em inglês) e preencher o formulário DS-160. É preciso ficar bem atento às informações prestadas, porque erros e inconsistências podem representar a reprovação na entrevista.

Com o número do cadastro DS-160 e o comprovante do recebimento da taxa, é preciso agendar uma entrevista através do site www.brazil.usvisa-info.com, informando inclusive o número do passaporte.

A “temida” entrevista do visto americano, como é?

Antes da entrevista, porém, é preciso dirigir-se a um CASV (Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto), implantados em Belo Horizonte, Brasília, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo, para realização a identificação biométrica (fotografia e coleta de digitais). É preciso estar de posse do passaporte e da página de confirmação do formulário DS-160.

A última etapa é a entrevista nos consulados. São necessários os mesmos documentos. Menores de 15 anos e maiores de 66 anos estão dispensados, mas devem comparecer na missão diplomática com foto 5×7 recente e a página de confirmação do pedido de visto.

Quem ainda não tirou o passaporte deve ficar ainda mais atento. O site da Polícia Federal informa que o prazo para emissão do documento é de seis dias úteis (depois de preenchidos os formulários de solicitação e do pagamento da taxa). No entanto, eventuais greves e operações-padrão podem dilatar bastante este prazo, prejudicando ou impossibilitando a viagem.

Esse artigo foi feito com ajuda do site http://www.vistoamericano.org, agradecemos pois as informações foram bastante úteis para elaboração do nosso conteúdo. Esperamos que consiga com facilidade tirar o visto para os EUA e aproveite bastante a viagem!