Como Fazer Crochê – Passo a Passo

O crochê é um artesanato transmitido de geração em geração. Confira como fazer nos primeiros passos.

Como todos sabem, o crochê é um artesanato executado com uma agulha especial, dotada de um gancho em uma das extremidades. O resultado final é um trançado semelhante a uma malha rendada. A palavra tem original em “croké” (francês medieval), um gancho utilizado para suspender qualquer coisa. No século XIX, surgiu a expressão “border au crochet”, que significa “bordar com gancho”.

Fazer crochê pode se tornar um grande aliado: alguns instantes trançando as lãs e linhas são um excelente remédio contra o estresse. Além disto, o artesanato melhora a criatividade, preenche aqueles momentos vagos e pode inclusive se transformar em fonte de renda: tudo depende do talento e da perseverança.

como faz crochê

Marerial Necessário para Aprender Fazer Crochê

O primeiro passo é visitar um armarinho, para adquirir o necessário. Para fazer crochê, você vai precisar de:

  • agulhas: existem agulhas de diferentes calibres, e a regra geral é: linha fina para agulha fina e vice-versa. Nas receitas de crochê, geralmente é indicada a agulha ideal para o trabalho (existe uma numeração padrão). Quem está se iniciando no artesanato deve dar preferência para linhas e agulhas finas, que são mais fáceis de trabalhar;
  • linhas: para as primeiras peças, a cor das linhas vai depender das preferências individuais e do trabalho a ser iniciado. Compre sempre as linhas indicadas na receita e não é preciso trazer o armarinho inteiro para casa: compre o necessário para a execução da peça que você tem em mente.

Além disto, é necessário ter uma fita métrica e uma tesoura de costura para fazer crochê. Não existem modelos específicos: a tesoura deve ter bom corte e uma fita de 1,50 metro é suficiente para fazer a maioria das peças. Algumas agulhas tapestry são muito eficientes na confecção de peças que exijam cerzimento (como golas e mangas), mas estes arremates podem ser feitos com agulhas de costura.

As abreviações no crochê

Nas receitas de crochê, são empregadas diversas abreviaturas, e é preciso acostumar-se a elas. As mais comuns são:

  • pq – ponto;
  • pb – ponto baixo;
  • pbx – ponto baixíssimo;
  • mpa – ponto meio alto;
  • corr – correntinha;
  • sp – espaço;
  • rep – repetir;
  • seg – seguinte;
  • ult – último.

Na internet, existem vários imagens e vídeos demonstrativos da execução destas “manobras” do crochê. Dominando estes pontos, é possível fazer blusas, casacos, ponchos, roupas de bebê, bolsas, luvas, ponchos, polainas, tapetes, toalhas, centros de mesa e muito mais. Algumas revistas especializadas podem ser encontradas em bancas de jornal.

como fazer crochê

Dificuldades de iniciantes no crochê

Como toda arte, o crochê tem seus segredos e macetes. O importante é não desistir, pois, em pouco tempo, é possível obter um domínio razoável da técnica. Antes de partir para a confecção das peças, é importante treinar um pouco, fazendo tiras com correntinhas e acrescentar os pontos mais utilizados. O material não será desperdiçado: as tiras podem ser desfeitas a qualquer momento.

O primeiro destes segredos é a tensão, a pressão que deve ser empregada para obter pontos mais unidos ou mais frouxos. A tensão é obtida com a maior ou menor força entre a linha (segurada com a mão esquerda) e o trecho do trabalho já executado.

Com a prática, a execução do crochê pode ficar mais sofisticada com a inclusão de pontos que exigem mais técnica: ponto pipoca, segredo, leque, caranguejo, pelúcia, peruano, etc. As futuras peças ficarão praticamente customizadas. Com uma hora diária entre linhas e agulhas, em poucos meses as novas roupas, peças de decoração e acessórios certamente serão um sucesso.

fazer crochê